7 dicas para ir bem vestido à igreja

Talvez já tenha acontecido com você que foi convidado para uma igreja e não sabe o que vestir. Ou talvez você esteja se perguntando se existe uma regra para ir ao templo.

Na realidade, a igreja está aberta a todos, independentemente de sua vestimenta; mas também é verdade que muitas vezes se vestir de acordo com a ocasião ajuda a se sentir confortável no ambiente em que você atua e isso não é exceção.

Antes de tudo, quero dizer que essas dicas não são direcionadas a um público específico ou a nenhuma classe social específica. Nestas linhas, minha intenção é prepará-lo para que você possa se divertir plenamente sem pensar se estará certo ou errado ou se algo foi longe demais.

Como em qualquer grupo social, os cristãos também têm alguns costumes de se vestir, em alguns lugares muito mais marcados que em outros e isso depende não só da cultura da igreja, às vezes a cultura social da cidade também influencia muito, mas de um modo geral , é possível conseguir um estilo decente e de bom gosto seguindo estas dicas:

7 dicas para ir bem vestido à igreja 3

Torne-se uma revendedora

Para começar a revender catálogos pelo aplicativo e revista, basta preencher o formulário.

É simples, rápido e grátis.

1. Procure observar qual é o estilo de vestimenta da Igreja onde você frequenta

A menos que você nunca tenha ido, é aconselhável que você saiba como eles se vestem na congregação onde você vai participar ou qual é o denominador comum, pois isso pode ajudá-lo a escolher uma combinação adequada de acordo com seu repertório. Como mencionei antes, algumas congregações tendem a ser mais conservadoras e rígidas do que outras, especialmente no que diz respeito ao vestuário feminino.

Por exemplo, pode haver templos onde as mulheres usam saias abaixo dos tornozelos, e outras podem comprar abaixo dos joelhos. Nesses casos, recomendo que você procure uma peça semelhante para se sentir confortável. Lembre-se que nas congregações pode haver todo tipo de pessoas, algumas não se importarão como você anda desde que você tenha um coração disposto, mas outras podem se sentir desconfortáveis, se isso acontecer com você, não as julgue.

Lembre-se que cada cabeça é um mundo e muitas pessoas foram criadas sob costumes e regras diferentes, isso não significa necessariamente que sejam ruins, apenas pensam de forma diferente. Pouco a pouco as pessoas se aproximam de Jesus, esse tipo de coisa também segue o caminho certo.

2. Não use roupas com cores muito intensas ou figuras anticristãs

Cores vivas são ideais para passeios casuais e podem ser úteis se combinadas adequadamente, mas combiná-las com temas de tigre ou onça, desenhos que aludem à morte ou à indecência pode ser um erro. 

Mosaicos marcados ou flores com cores muito intensas também não são recomendados, pois podem fazer você parecer muito ostentoso. 

Tente usar desenhos um pouco mais formais e simples que mostrem uma certa paz e não gerem ou demonstrem a necessidade de atrair atenção.

3. Não use roupas com tecidos transparentes

Alguns tecidos sintéticos podem ficar transparentes aos olhos, é recomendável evitar isso. É possível que alguns designs possam ser usados ​​dessa forma, não vamos generalizar, mas se algum desses artigos mostrar uma parte íntima ou parte dela, é melhor que você não considere, pois pode fazer você parecer indecente e, portanto, criar desconforto, especialmente no sexo oposto.

4. Na maquiagem seja natural

Se você é mulher e usa maquiagem, tente ser prudente em seu uso. Não tenho nada contra a maquiagem, mas se você vai adorar a Deus, aproveite esse momento para se mostrar como você é. Se você precisa usar maquiagem, procure não usar em excesso, muito menos fazer uma necessidade de ir, lembre-se que no templo, você deve ser natural, sentir-se confortável com o que você é. 

5. Evite mostrar suas tatuagens

Isto pode depender da igreja que você frequenta, onde a tatuagem pode não ser muito confortável. É comum encontrar muitas pessoas tatuadas indo à igreja, e não é por isso que lhes é negada a entrada, mas é verdade que tendem a atrair muita atenção, principalmente de pessoas mais velhas. 

Por isso, é bom que, pelo menos no início, se você é um estranho e ninguém sabe nada sobre sua vida, tente cobrir essas marcas para que você não se sinta desconfortável ou não seja observado por todos. 

Você deve entender que a maioria das pessoas não só na igreja, mas até mesmo fora pode criar um perfil psicológico de alguém que usa marcas associando-o a um determinado estilo de vida. Não se trata de esconder quem você é, em algum momento todos devem conhecer seu depoimento, mas se você é um estranho, é melhor ser cauteloso. 

Pense por exemplo em uma entrevista de emprego, se você sabe que é algo muito formal, você tentaria se encaixar o máximo que puder, bem, algo assim pode acontecer nesse caso. A paciência é importante, Cristo é quem luta por nós.

6. Busque opiniões de amigos e entes queridos

Certamente já aconteceu com você que amigos e familiares lhe dizem que algo fica bem em você e ainda assim você não consegue se sentir confortável. Aprenda a ouvir seus conselhos, acredite; a nossa opinião nem sempre é a mais objetiva e é importante de vez em quando saber como os outros nos olham para encontrar a melhor versão de nós mesmos nesse sentido.

7. Encontre seu próprio estilo

Ir à igreja é antes de tudo sentir-se à vontade consigo mesmo, pois a receptividade, o prazer e a alegria que você sentirá também depende disso. Se você se acostumou com a mesma maneira de se vestir, dê a si mesmo a oportunidade de mudar, experimente.

Você não tem nada a perder. Conheço muitas mulheres que odiavam saias na cintura, mas depois de um tempo, elas se sentiram confortáveis ​​nelas e isso também acontece com homens que nunca usaram terno ou mangas compridas. 

Nenhuma peça é ruim por si só, e com um pouco de pesquisa podemos encontrar ótimos estilos e formas de combinar nossas roupas que podem combinar perfeitamente conosco, com nossa essência e até o que queremos transmitir; Eles podem nos ajudar a sair da nossa zona de conforto e nos conhecermos um pouco melhor.

ALINE BARROS

Revenda de moda evangélica

Hiroshima Catálogos oferece um grande portfólio de vestidos, saias, blusas e mais roupas perfeitos para você usar no seu culto ou ida à igreja com o catálogo assinado pela Aline Barros. Muitas famílias têm na revenda de roupas por catálogo sua fonte de renda extra.

Receba em casa nossos catálogos e comece a revender.